Projeto Heterotopias Digitais

Ensaios Virtuais

Por Rafael Frota

É uma pesquisa artístico-acadêmica sobre as possibilidades estéticas do corpo feminino por meio da fotografia experimental. Esse projeto é parte da pesquisa “Design e Fotografia na mediação do corpo como experiência estética”, de autoria de Rafael Frota, discente do Programa de Pós-Graduação em Design da UFRJ (PPGD/EBA/UFRJ).

Rafael Frota é artista visual e designer. Mestrando em Design pelo Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGD – EBA/UFRJ), bacharel em Gravura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006), pós-graduado em História da Arte pela Universidade Estácio de Sá (2019) e técnico em Publicidade com ênfase em Direção de Arte pela Escola Técnica de Comunicação (1998). Membro do laboratório e grupo de pesquisa PHADEC (Photography: Art, Design and Communication). Atua desde 1998 nas áreas de Design Gráfico e Web Design. Nas Artes Visuais, dedica-se, desde 2006, à pesquisa teórico-prática sobre a fotografia experimental como mediadora de experiências essencialmente estéticas do corpo, privilegiando a subjetividade em detrimento do discurso. Para isso, utiliza técnicas híbridas que percorrem o artesanal e o digital, o que torna a fotografia apenas parte do processo de construção da imagem. Seus resultados flertam com o acaso e com o inconsciente como uma alternativa mais íntima e silenciosa de se experienciar a imagem do corpo na contemporaneidade. Também vem colaborando com artigos em publicações sobre Arte, Cultura, Design, Fotografia e Estética.

Currículo Lattes

Ensaio virtual (ou on-line ou remoto) é uma sessão fotográfica à distância por meio de aplicativos de videochamada (como Zoom ou Google Meet) ou de fotografia remota (que permitem que o fotógrafo tenha controle da câmera do celular da modelo, como o Shutter e o CLOS). Essa nova modalidade fotográfica tomou força como desafio criativo em tempos de isolamento social causado pela COVID-19. Entretanto, ela ainda exerce fascínio por encurtar distâncias entre os que fotografam e os que são fotografados, permitindo interações que, de outra maneira, seriam improváveis.

Os ensaios podem ocorrer duas formas:

1. Por meio de videoconferência: Fotógrafo e modelo interagem por meio de um aplicativo de videoconferência (como Zoom ou Google Meet), e as imagens são capturadas por meio de prints ou de fotografias da tela do monitor.

2. Por meio de aplicativo de fotografia remota: A modelo instala em seu celular um aplicativo como o Shutter ou o CLOS, que permite ao fotógrafo controlar a câmera do aparelho.

 

  • Todos os detalhes técnicos do ensaio serão definidos previamente com a modelo;
  • Não há direção pré-definida.
  • O ensaio dura, em média, 1h30min;
  • Todo ensaio será gravado;
  • NÃO será requisitado nenhum tipo de prática sexual;
  • O dia e o horário serão agendados de acordo com a disposição da modelo;
  • A modelo poderá usar máscara ou qualquer outro recurso para preservar sua identidade;
  • Todo o processo será feito de modo a garantir TOTAL SIGILO da modelo;
  • Serão feitos ensaios com e sem roupa;
  • Em caso de uso de aplicativos de fotografia remota, há a necessidade de, após o ensaio, esperar o upload completo das fotos para o servidor antes de fechar o aplicativo (o tempo para isso vai depender da velocidade da sua conexão).

Porque:

  • Permite que se trabalhe com pessoas de qualquer parte do mundo;
  • É um processo novo e ainda pouco explorado; logo, pleno de possibilidades de criação;
  • É acessível: não depende de deslocamento, de locação de espaços ou equipamentos especiais. Tudo é feito dentro do conforto de casa.
  • É mais seguro tanto para o fotógrafo quanto para quem é fotografado;
  • Exige criatividade por parte do fotógrafo e da modelo para superar as limitações e a falta de controle do processo;
  • O controle de todo processo, que antes era de responsabilidade do fotógrafo, fica nas mãos da modelo, que acaba participando mais ativamente como cocriadora.
  • Ser maior de 18 anos;
  • Ter disponibilidade de local com boa iluminação;
  • Instalar os aplicativos necessários para o ensaio (a serem definidos);
  • Ter conexão Wi-fi;
  • Ler e assinar o contrato de cessão de direitos de imagem (mais informações na aba Contrato).
  • Se não dispuser de um tripé, preparar algum tipo de suporte para fixar o celular. Aqui tem algumas dicas:

 

Todos os aplicativos usados são 100% seguros, confiáveis e instaláveis a partir do Google Play ou da App Store.

Tanto o Zoom como o Google Meet estão entre plataformas mais conhecidas e utilizadas para videoconferências.

Os aplicativos Shutter e CLOS, igualmente, são utilizados em todo o mundo para sessões de fotografia remota. Ainda que eles permitam o acesso à câmera do celular da pessoa fotografada, não é possível que se tenha acesso a nenhum outro aplicativo, arquivo ou dado do aparelho.

Esse é um projeto artístico-acadêmico, portanto, sem nenhuma intenção sexual ou pornográfica. Por força de contrato, está expressamente proibida a exploração das imagens do projeto de qualquer modo que possa ser considerado como atentado à vida privada e à integridade moral da modelo, bem como de difundir essas imagens sobre qualquer suporte considerado pornográfico, xenófobo, violento ou ilícito, sob pena das leis vigentes.

As imagens produzidas poderão ser usadas das seguintes formas:

1. Mídias eletrônicas (ex.: websites, blogs e redes sociais, TV, cinema etc.);

2. Materiais gráficos e artísticos (ex.: quadros, pôsteres, livros, revistas, periódicos etc.);

3. Eventos (ex.: exposições, congressos etc.).

O contrato de cessão de direitos de imagem, a ser assinado digitalmente pela modelo, será enviado por e-mail via plataforma Autentique. Essa é uma etapa obrigatória e muito importante para a segurança da modelo. Os dados obrigatórios para assinatura do contrato são:

1. Nome completo

2. Apelido no Câmera Privê

3. Data de nascimento

4. E-mail

Todos os termos do contrato podem ser lidos aqui.

Um tutorial sobre como assinar o contrato pode ser visto aqui.

O cachê e a forma de pagamento são acordados diretamente com a modelo.

Esse é um projeto artístico-acadêmico, portanto, sem nenhuma intenção sexual ou pornográfica. Por força de contrato, está expressamente proibida a exploração das imagens do projeto de qualquer modo que possa ser considerado como atentado à vida privada e à integridade moral da modelo, bem como de difundir essas imagens sobre qualquer suporte considerado pornográfico, xenófobo, violento ou ilícito, sob pena das leis vigentes.

As imagens produzidas poderão ser usadas das seguintes formas:

1. Mídias eletrônicas (ex.: websites, blogs e redes sociais, TV, cinema etc.);

2. Materiais gráficos e artísticos (ex.: quadros, pôsteres, livros, revistas, periódicos etc.);

3. Eventos (ex.: exposições, congressos etc.).

O contrato de cessão de direitos de imagem, a ser assinado digitalmente pela modelo, será enviado por e-mail via plataforma Autentique. Essa é uma etapa obrigatória e muito importante para a segurança da modelo. Os dados obrigatórios para assinatura do contrato são:

1. Nome Completo

2. Nacionalidade

3. Data de Nascimento,

4. CPF

5. Endereço

6. Bairro

7. Cidade

8. Estado

9. CEP

10. Telefone

11. E-mail.

Todos os termos do contrato podem ser lidos aqui.

Um tutorial sobre como assinar o contrato pode ser visto aqui.

Por ser um projeto que envolve intervenção artística, a modelo somente poderá fazer uso das fotos que forem publicadas.